Saudações Aventureiros!

Hoje venho com mais um artigo sobre o que é RPG. Esse artigo é voltado para QUEM NÃO JOGA, ou seja, se você é figurinha carimbada nas mesas de RPG, não precisa ler mais uma vez o que é RPG, pois você está no mínimo de saco cheio de ver isso na blogosfera RPGística. Agora, se você tem um amigo desinformado, uma mãe que está com uma crise nervosa, ou até aquela namorada que não entende o que você faz nas noites de quinta com um monte de amigos na sala de jantar de casa, esse artigo é especialmente para você copiar e colar no Skype, e-mails, ou mostrar na tela do computador para os referidos.

Vamos definir o que é RPG abordando cada uma das letras, e somente assim, fazer um conceito final. Mas antes de debatermos sobre essa sigla tão polêmica por muitos não-conhecedores, dado aqui como leigos, vamos internerdizar copiando e colando uma referência da wikipédia:

Role-playing game, também conhecido como RPG (em português: “jogo de interpretação de personagens”), é um tipo de jogo em que os jogadores assumem os papéis de personagens e criam narrativas colaborativamente. O progresso de um jogo se dá de acordo com um sistema de regras predeterminado, dentro das quais os jogadores podem improvisar livremente. As escolhas dos jogadores determinam a direção que o jogo irá tomar.

Dado essa referência, vamos explorar o Role, o Playing e o Game:

ROLE

100_2241
Evento de RPG realizado pelos #CavaleirosInsones em 2012

Role significa conceito ou papel. è muito usado como termo para ações sociais dos atores em peças teatrais. Isso quer dizer que no RPG tem teatralidade? Sim. No momento que é entregue um personagem na mão de um ator, ele dá vida a esse personagem, interpretando o que está escrito e colocando vida em sua interpretação, para que o espectador identifique o personagem. No RPG isso não é diferente, exceto que os espectadores estão restritos a mesa[1] de jogo e ao mestre[2]. Sobre termos do RPG, veja o final do artigo.

 

Então, se você fez um personagem que é um elfo[3] e mago[4], então você terá que pesquisar e ver como se portará na figura da aventura seu personagem. No exemplo, você poderá ser pomposo, ou introspectivo, ou até falador… O que importa é que você pegou um conceito e está trabalhando nisso. Existe sistemas[5] que já direcionam o Role dos jogadores, e existe outros que deixam você livre para criar. O que importa é, no RPG, o Role é fundamental. Mas aí, o RPG vira teatro, não? Aí temos o…

PLAYING

Quando anexado a uma palavra, no inglês, integra uma forma interpretativa que só temos a traduzir da forma ROLE PLAYING Interpretação de Conceitos ou Papel. Playing é uma palavra tão ampla, que pode ser jogar, fazer, curtir, brincar, tocar (instrumento musical) e outras que deixariam esse artigo com cara de dicionário. Mas no referido Role Play, ou Intepretar o Papel, essas palavras juntas é a alma do nosso jogo. Não vamos somente jogar dados[6], mas dar vida ao personagem. E onde esse dar vida é imaginativamente, onde todos se sentam em uma mesa de jogo, o mestre joga a cena para todos imaginarem, e a partir daí, os jogadores tomam ações, o que nos leva ao…

GAME

Mesa de vampiro
RPG – Um jogo sociável (Mesa dos #CavaleirosInsones, em 2011)

De tudo, o RPG é sim um jogo, mas no quesito que:

  1. Os jogadores terão objetivos a cumprir, e se conseguirem sairão vitoriosos.
  2. Eles recebem premiações (em pontos de experiência[7]) pelas ações e interpretações tomadas.
  3. Eles estão usando o tempo para se divertir

Mas ele deixa de ser jogo, no momento que:

  1. No RPG, não lados ganhadores. Normalmente, todos os jogadores estão unidos em um único objetivo: a interpretação de seus conceitos.
  2. Seu personagem morreu? Pegue uma ficha[8] em branco e faça outro personagem. O jogo não acabou para você! E sim, você não perdeu por causa disso…

Juntando tudo, ele é jogo por jogar dados (alguns RPG nem sequer jogam dados!) e pelo fator diversão, mas como não existe a competitividade referente aos jogos comuns, então o RPG evoluiu a uma característica além-jogo, onde os participantes conseguem unir suas mentes em um cenário imaginativo[8] de grandeza excepcional. E acreditem: é melhor seus namorados/filhos jogando RPG do que se juntando com criaturas suspeitas para “socializarem” uma droga lícita ou ilícita por aí, não?

DEFININDO O QUE É RPG OU NÃO

Mesa dos insones
Mesas dos Insones em 2015

Agora, vem a parte chata: o que é então considerado RPG? Se conter esses 3 ingredientes – Role, Playing e Game- é considerado um RPG. Então, cairão fora muitos os que pegam o nome RPG como forma de trazer os jogadores para suas plataformas, a exemplo os MMOs, os BrowserGames, e os Jogos de Computador/Plataforma. Agora, tem como fazer com que eles virem RPG? Tem sim, mas como o cenário dos jogos eletrônicos é muito limitado, é muito difícil você fazer com que eles virem. Você pode até colocar o role-play, mas fica restrito a configuração técnica do jogo, fadado à ser aquele personagem, evoluir para aquele nível, e somente pegar itens e colecionar quests

No RPG, isso tudo é opcional, já que o objetivo claro é interpretar um conceito e se divertir juntos, em uma roda de amigos, e jogar dados para garantir uma aleatoriedade, ou como disse antes, nem precisar disso tudo, cabendo a palavra da argumentação em alguns casos.

Essa é a definição que tenho como RPG, e se quiserem completar mais, fiquem a vontade logo abaixo, nos comentários.

Boas jogadas!

[1] Mesa - nome formal para grupo de jogadores, onde reunindo 2 ou mais jogadores (um mestre e mais de um jogador), temos uma mesa de jogo.
[2] Mestre - conhecido também como DungeonMaster, GameMaster, ou Narrator: é o criador do cenário onde os jogadores irão jogar.
[3] Elfo - um ser humanóide bastante comum nos cenários de fantasia dos RPGs
[4] Mago - um tipo de profissão bastante apreciada por personagens dos jogadores.
[5] Sistemas - um livro (ou vários) onde tem as regras específicas para dados jogos.
[6] Jogar Dados - em cada sistema, o uso de dados é o que determina a aleatoriedade. O RPG pode usar dados simples de 6 lados, como dados incomuns de 4, 8, 10, 12 ou 20 lados.
[7] Pontos de Experiência - a premiação que fará com que os personagens evoluam naturalmente no jogo.
[8] Cenário Imaginativo - a união entre as ideias do mestre e dos jogadores. O faz-de-conta do RPG.

Esse artigo foi originalmente escrito em 02 de outubro de 2011, atualizado.

 

Anúncios

Um comentário sobre “Definindo o que é RPG (Para Leigos)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s