Saudações Aventureiros!

Em 2009, eu entrava em contato com o Ron Edwards, um renomado teorista do design de RPG e de jogos, que gerenciava um famoso fórum, The Forge, e que tinha feito uma análise profunda no conceito do RPG, levando para o lado mais de pesquisa do que simplesmente explicar para quem não conhece. Consegui a autorização dele para traduzir o texto abaixo, e publiquei no blog em várias postagens que se lingavam, e faziam um grande texto. Como o blog antigo se foi, esse texto não merecia ficar esquecido, então trago-o novamente, agora revisado, para a apreciação de todos.

 

GNS E OUTROS ASSUNTOS SOBRE A TEORIA DO ROLE-PLAYING

Por Ron Edwards

Tradução: Fernando “FenrirX” Afonso e Átila Fernandes

Revisão: Fernando Afonso

Copyright Adept Press 2001-2016

 

Introdução

Minha observação direta da atividade de role-playing é que muitos participantes não se divertem muito. A maioria dos role-players que encontro estão cansados, amargurados e frustrados. Meu objetivo neste escrito é fornecer o vocabulário e as perspectivas que permitem as pessoas à articular o que querem e como querem a atividade, e para entender o que procuram, tanto em outras pessoas quanto no design do jogo, para atingir seus objetivos. A pessoa que está totalmente satisfeita com o seu papel em experiências de jogo não é o meu público-alvo.

 

Tudo neste documento não é nada mais nada menos que “O Ron pensa“. Não é um dogma oficial para o The Forge. Não é uma visão de consenso dos membros do Forge, nem é um esforço de algum comitê de qualquer tipo. E sobretudo, não uma expectativa para o que você deve pensar ou acreditar.

 

No entanto, ele resiste como o único corpo coerente em teoria sobre role-playing no The Forge, e seu léxico é definitivo para efeitos de discussão lá. Estou satisfeito com ele, mas eu não estou totalmente razoável, por isso ele não é imutável. Por favor, lidem com ele em uma das seguintes formas: identificar uma incoerência, para pedir esclarecimentos e exemplos, ou endereço de seu conteúdo crítico. Estou perfeitamente disposto a alterar qualquer conteúdo, se me derem uma razão real para fazer, e dar crédito para o insight.

 

Peço que toda a discussão desta matéria seja baseada em uma análise cuidadosa. Pré-julgamentos, observações de valores não suportados, neofobia, falar ofensas, infantilidade e outras reações não serão bem-vindas. Além disso, estou bem ciente de que as noções do meu GNS podem variar muito em relação ao original Threefold Model (ou GDS), e que o minha postura de categorias diferem daqueles inicialmente propostos. A identificação dessas diferenças não constitui uma crítica.

 

Tenho sido bastante influenciado pelo trabalho dos outros e tenho incorporado eles de maneiras que fazem sentido para mim. Conceitos que foram originados e desenvolvidos por outros são creditados nos agradecimentos finais.

 

Sumário

Introdução

  1. Exploração
  2. GNS (Primeira e Segunda Parte)
  3. Postura
  4. Noções Básicas do Desenvolvimento de Role-Playing Games
  5. Coerência e Design de RPG
  6. Jogar Realmente

Agradecimentos

Em breve, aqui nos #CavaleirosInsones, trarei as outras partes, completando o sumário com os devidos links. Se tiverem alguma coisa a completar, por favor, comentem e aumentaremos o debate sobre o assunto.

Próxima parte: GNS 1 – Exploração.

 

Anúncios

5 comentários sobre “GNS e outros assuntos sobre a Teoria do Role-Playing

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s