A arte de “mestrar”, ou Manifesto da Narrativa em Grupo

A arte de “mestrar”, ou Manifesto da Narrativa em Grupo

Saudações Aventureiros!

Para quem joga os conhecidos “Jogos de Interpretação de Papeis”, ou simplesmente RPG na sua sigla em inglês, sabe que o ato de jogar não é simplesmente chutar a cara do monstro ou dizer que seu personagem é fodão e o Game Master/Dungeon Master – aqui chamado simplesmente de Mestre – não consegue matá-lo. Sabemos que RPG não é só isso, pelo menos não tão na cara assim. O que diferencia o simples fato de jogar RPG e jogar outros jogos é a diferença dada na palavra “jogar”, no qual tem diferentes interpretações semânticas ao estudar o RPG.

Continuar lendo “A arte de “mestrar”, ou Manifesto da Narrativa em Grupo”